focosh@focosh.com.br
(45) 98813-1115
Você está em: Página Inicial > Policial
AGU recorre de decisão do caso Adélio Bispo
Por MSN | Postado em: 06/04/2019 - 09:27

A Advocacia-Geral da União (AGU) recorreu da decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) que proibiu a Polícia Federal de analisar o material apreendido no escritório do advogado de Adélio Bispo, responsável pela facada no presidente Jair Bolsonaro (PSL) durante a campanha eleitoral de 2018.

No início de março, o desembargador Néviton Guedes, do TRF-1, havia suspendido a análise do material coletado na busca e apreensão feita em endereços do advogado Zanone Manuel de Oliveira, que defende Adélio. A decisão levou em conta o argumento do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil de que Zanone teve o sigilo funcional violado. O Tribunal também cancelou a quebra de sigilo do advogado.

"Negar a produção da prova requerida esvazia a conclusão das investigações em curso, bem como, ainda que de modo indireto, poder vir a colocar em risco a vida da autoridade máxima do país", destacou o recurso apresentado pela AGU.

Zanone de Oliveira foi alvo de busca em 21 de dezembro no âmbito de inquérito que apura se há mandantes do atentado contra o presidente. O objetivo da ação, segundo a PF, era descobrir quem pagou os honorários do advogado.

No entendimento da AGU, a ação contra o advogado de Adélio Bispo não pretendeu quebrar o sigilo profissional do Zanone, mas identificar os possíveis responsáveis por arcar com as despesas advocatícias de Adélio Bispo. De acordo com a advogada da União Flávia do Espirito Santo, se a PF chegou durante o inquérito a um elo entre o advogado e "um possível partícipe" é necessário investigar.

"Resta, portanto, inequívoco que as medidas requeridas para instrução do inquérito policial visam apurar eventual envolvimento de terceiros na prática delitiva, em razão de possível fornecimento de apoio material ou moral para a execução do atentado ocorrido", conclui o recurso.

Últimas Notícias
Policial 13 Jun às 09:30
MPF divulgou nota afirmando que 'diálogos inteiros podem ter sido forjados' depois de um invasor se passar por integrante do Conselho Nacional do Ministério Público
Policial 08 Jun às 09:51
Hachmann é apontado como líder uma organização criminosa que, entre outros fraudava licitações para favorecer empresas do parlamentar registradas em nome de terceiros em Marechal Cândido Rondon
Policial 03 Jun às 09:42
De acordo com a polícia, carga vinha do Paraguai. Motorista abandonou o carregamento e fugiu
Policial 31 Mai às 10:06
Operação foi deflagrada nesta sexta-feira (31); há 12 mandados de prisão e 13 de busca e apreensão
Policial 28 Mai às 09:30
Ação foi deflagrada nesta terça-feira (28). Quatorze pessoas foram presas no início desta manhã
Policial 28 Mai às 09:27
Na sexta-feira (24), a Justiça tinha determinado a execução provisória da pena imposta ao ex-deputado imediatamente
Policial 24 Mai às 07:44
Segundo os policiais, Tiago Pereira Maciel apresentou um documento com nome falso; Vendelino Royer foi morto a tiros em julho de 2008
Policial 24 Mai às 07:40
Nilson Hackmann (PSC) foi preso em uma operação do Gaeco em Marechal Cândido Rondon, no oeste do Paraná
Policial 22 Mai às 13:48
Orivaldo Malaggi, que comandava a Secretaria de Obras e Viação de São Miguel do Iguaçu, está preso desde o dia 22 de março
Policial 21 Mai às 07:25
Defesa chamou 51 testemunhas para serem ouvidas no processo. Destas, 48 moram em cidades do interior do estado. Em abril, STJ determinou que processo seja julgado pela Justiça Estadual do Paraná
Tecnologia e desenvolvimento