focosh@focosh.com.br
(45) 98813-1115
Você está em: Página Inicial > Cotidiano
Curso ensina produtores de Santa Helena a fazerem calda para combater pragas e doenças em pomares
Por Assessoria/Biolabore | Postado em: 03/04/2019 - 09:30

Mais Imagens

Um curso realizado com pequenos produtores do município de Santa Helena abordou a preparação de caldas para controle de pragas e doenças em pomares e hortas. Os participantes fizeram a calda bordalesa e a sulfocálcica, com observância aos componentes e dosagem adequada de acordo com cada cultura. O treinamento foi realizado na propriedade de Adelmo Freiberger, e contou com a participação de outros 17 agricultores.

Os participantes são atendidos pela pelo projeto da Cooperativa de Trabalho e Assistência Técnica do Paraná (Biolabore) em parceria com a Itaipu Binacional, pelo Programa de Desenvolvimento Rural Sustentável.

Durante a atividade, os agricultores tiveram a oportunidade de conhecer um pouco da história das caldas e seus benefícios para o controle de pragas e doenças em pomares e hortas. Também puderam aprender na prática como fabricar os produtos, a dosagem correta e a melhor forma e época de aplicação, de acordo com a cultura. O curso contou com o apoio dos técnicos da Biolabore, Faguiner Araújo e Maria Helena da Cruz.

Os produtos são uma excelente alternativa para reduzir a utilização de agrotóxico nas propriedades, segundo a Tecnóloga em Agroeocologia da Biolabore, Maria Fabiana de Brito. O objetivo da capacitação foi ensinar e incentivar os agricultores a produzir seus próprios insumos. O resultado esperado é a diminuição no custo de produção e de compra. Além disso, como as caldas bordalesa e sulfocálcica são pouco tóxicas, são permitidas, inclusive, em sistema orgânico.

Últimas Notícias
Cotidiano 18 Abr às 10:03
Contato foi positivo e há expectativa pelo trabalho conjunto com a binacional na região de fronteira
Cotidiano 17 Abr às 14:57
De acordo com o Samu, criança chorava e pedia pela mãe quando socorro chegou para atender a ocorrência. Bebê de 1 ano e 7 meses está em hospital sob observação
Cotidiano 16 Abr às 08:09
Outro dado interessante é com relação ao Seguro Desemprego que é encaminhado via Agência. Somente no ano passado, aproximadamente R$5,5 milhões foram injetados no município através deste benefício do governo federal
Tecnologia e desenvolvimento