focosh@focosh.com.br
(45) 98813-1115
Você está em: Página Inicial > Policial
“Ele agiu para defender a esposa que estava sendo vítima de tentativa de estupro”, diz Dalledone
Por Massa News | Postado em: 01/11/2018 - 09:20

A família do comerciante de São José dos Pinhais apontado pela polícia como autor do crime que resultou na morte do jogador de futebol Daniel Corrêa Freitas, de 24 anos, deve se apresentar a polícia nesta quinta-feira (1). O advogado de defesa do suspeito, Claudio Dalledone Junior, disse que “o suspeito, a esposa e a filha devem esclarecer como tudo aconteceu”. “É preciso deixar claro que meu cliente é um pai de família que agiu em defesa da família dele”, relata. “Ele flagrou uma tentativa de estupro da esposa, dentro da casa dele, e agiu”, destaca.

Conforme a defesa, “a vítima nunca teve um relacionamento com a esposa do suspeito”. “Nunca, esse rapaz o Daniel não tinha um relacionamento com a esposa do meu cliente, e nem teve com a filha dele”, afirma.

Dalledone enfatizou que “a vítima teria se infiltrado entre a família e os amigos que estavam em uma comemoração em uma balada e seguido, sem ser convidado, para a sequência desta celebração, na casa da família”, explica. “Ele (Daniel), se aproveitou dessa reunião de amigos e se infiltrou na casa da família e uma vez lá, tentou estuprar a esposa do meu cliente”, diz.

Conforme o advogado, “existe farta prova testemunhal de que Daniel tentava estuprar a esposa do comerciante”.

A família toda irá se apresentar, para, segundo Dalledone, “relatar e esclarecer como os fatos ocorreram”.

Sobre a participação de outras pessoas na morte do jogador, uma vez que a polícia afirma que quatro pessoas agiram no crime, o advogado também disse que “tudo será esclarecido a polícia no momento oportuno”.

O nome do comerciante não foi revelado. O advogado disse apenas que se trata de “um pai de família, comerciante e sem antecedentes criminais”.  "O que posso revelar neste momento, são estas informações", conclui. 

Tecnologia e desenvolvimento