focosh@focosh.com.br
(45) 98813-1115
Você está em: Página Inicial > Cotidiano
Em 11 anos, Lula multiplicou seu dinheiro por 19 e virou milionário.
O ex-presidente tinha R$ 478 mil depositados em bancos no ano de 2006. Em 2017, eram R$ 9,6 milhões em investimentos e contas. No mesmo período, ele manteve os mesmos imóveis que já tinha.
Por Vindo dos Pampas | Postado em: 14/02/2018 - 10:08

O ex-presidente Lula multiplicou seu patrimônio financeiro por 19 vezes num período de 11 anos. Em 2006, ele tinha R$ 478 mil e em 2017 ele já aparecia como dono de R$ 9,6 milhões em investimentos e contas bancárias, segundo números levantados pela Justiça. Quase todo esse acréscimo deve-se, segundo o PT, ao incremento de renda que Lula teve quando começou a dar palestras após deixar a Presidência em 2011 – cada conferência chegava a custar até US$ 200 mil, segundo declarações dele próprio (pouco mais de R$ 600 mil em valores atuais). Tirando a remuneração dessa atividade, a evolução patrimonial de Lula fica inclusive bem abaixo do índice de inflação do período.
O último ano em que a declaração de bens de Lula tornou-se pública foi 2006. Isso porque ele era candidato à reeleição e a lei obriga a publicação do patrimônio dos concorrentes. Na época, Lula tinha bens que somavam R$ 839 mil, dos quais R$ 478 mil em aplicações bancárias e contas correntes (o restante eram três apartamentos, um terreno, um automóvel e a cota do apartamento do Guarujá pelo qual ele foi condenado na Justiça).
Atualmente, além dos mesmos imóveis que tinha em 2006 e de três veículos, o ex-presidente é dono de R$ 9,6 milhões em investimentos e contas bancárias: R$ 606,7 mil em contas correntes e R$ 9 milhões em dois planos de previdência privada. Esse montante só se tornou público porque o juiz Sergio Moro determinou o bloqueio do patrimônio de Lula para que ele indenize o poder público devido aos desvios na Petrobras caso seja condenado definitivamente, em outras instâncias, no processo do tríplex.
Últimas Notícias
Cotidiano 15 Ago às 08:10
Colapso da ponte Morandi ocorreu durante uma forte chuva que atingia a região na terça-feira. Até o momento, 39 pessoas morreram na tragédia - entre elas, três crianças.
Cotidiano 15 Ago às 07:21
Empresa não aceitou o pagamento com o cartão do benefício e chamou a polícia na noite de segunda-feira (13). Casal não foi preso. Regras do benefício dizem que famílias têm liberdade para usar o dinheiro.
Tecnologia e desenvolvimento