focosh@focosh.com.br
(45) 98813-1115
Você está em: Página Inicial > Policial
Ex-governador Beto Richa deixa a prisão pela terceira vez no Paraná
Tucano estava preso desde 19 de março em um desdobramento da Operação Quadro Negro, que apura desvios de mais de R$ 20 milhões em obras de escolas públicas
Por G1 | Postado em: 05/04/2019 - 10:01

Mais Imagens

O ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB) foi solto pela terceira vez na noite desta quinta-feira (4) após ter o pedido de liberdade aceito pela 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) durante a tarde.

Richa deixou o Complexo Médico-Penal de Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, por volta das 19h. Ele estava preso preventivamente - por tempo indeterminado - desde 19 de março.

A defesa de Richa afirmou que acredita na restauração de legalidade e que vai demonstrar a inocência do ex-governador.

Ele foi preso por obstrução de justiça no âmbito da Operação Quadro Negro, do Ministério Público do Paraná (MP-PR), que investiga desvios de mais de R$ 20 milhões de obras de construção e reformas de escolas públicas, entre 2012 e 2015.

Dois dos três desembargadores consideraram que os fatos que levaram à prisão preventiva (por tempo indeterminado) de Richa são antigos - do período em que era governador. O relator do caso no TJ-PR foi voto vencido.

Para ficar em liberdade, o ex-governador não precisará usar tornozeleira eletrônica, mas terá cumprir medidas cautelares, conforme decisão dos desembargadores.

Beto deverá entregar o passaporte, cumprir recolhimento domiciliar (após as 18h, nos fins de semana e nos feriados), não poderá ter contato com os demais réus na Quadro Negro e também fica proibido de trabalhar para qualquer instituição pública.

As defesas do empresário Jorge Atherino, apontado pelo MP-PR como operador financeiro de Beto Richa, e de Ezequias Moreira, ex-secretário especial de Cerimonial e Relações Exteriores do Paraná, pediram extensão do habeas corpus nesta quinta, mas o pedido foi negado.

O ex-governador tinha sido preso outras duas vezes. Em setembro de 2018, ele foi detido em outra operação do MP-PR, batizada Rádio Patrulha. Em janeiro deste ano, Beto acabou preso na 58ª fase da Operação Lava Jato.

Contando as três prisões, Beto Richa ficou detido por 27 dias. Foram quatro dias em 2018, sete dias em janeiro de 2019 e outros 17 dias entre março e abril deste ano.

O MP-PR informou que vai recorrer da decisão que determinou a soltura do político.
Chefe de organização criminosa
O MP-PR aponta que o ex-governador atuava como chefe de uma organização criminosa responsável pela implantação de um sistema que movimentou pagamentos de propina por meio do favorecimento de empresas privadas contratadas pelo Governo do Paraná.

Além de Beto, a esposa Fernanda Richa e outros cinco investigados se tornaram réus em processos da operação por obstrução de investigação, organização criminosa e outros crimes.

Cinco processos relacionados a Quadro Negro estão em andamento na Justiça do Paraná. O primeiro deles, em fase final, aguarda a sentença do magistrado. O MP-PR tem outros 20 inquéritos abertos sobre o caso.

Últimas Notícias
Policial 18 Jun às 07:02
Os dois já prestaram depoimento e estão detidos por outros crimes. Anderson foi assassinado com pelo menos 15 tiros na madrugada de domingo (16)
Policial 18 Jun às 06:52
Advogado confirmou que homem morreu no Complexo Médico-Penal, em Pinhais; crimes pelos quais foi preso preventivamente aconteceram em abril
Policial 18 Jun às 06:46
De acordo com a polícia, os dois foram à delegacia prestar depoimento e acabaram presos em flagrante por homicídio com dolo eventual, quando se assume o risco de matar
Policial 13 Jun às 09:30
MPF divulgou nota afirmando que 'diálogos inteiros podem ter sido forjados' depois de um invasor se passar por integrante do Conselho Nacional do Ministério Público
Policial 08 Jun às 09:51
Hachmann é apontado como líder uma organização criminosa que, entre outros fraudava licitações para favorecer empresas do parlamentar registradas em nome de terceiros em Marechal Cândido Rondon
Policial 03 Jun às 09:42
De acordo com a polícia, carga vinha do Paraguai. Motorista abandonou o carregamento e fugiu
Policial 31 Mai às 10:06
Operação foi deflagrada nesta sexta-feira (31); há 12 mandados de prisão e 13 de busca e apreensão
Policial 28 Mai às 09:30
Ação foi deflagrada nesta terça-feira (28). Quatorze pessoas foram presas no início desta manhã
Policial 28 Mai às 09:27
Na sexta-feira (24), a Justiça tinha determinado a execução provisória da pena imposta ao ex-deputado imediatamente
Policial 24 Mai às 07:44
Segundo os policiais, Tiago Pereira Maciel apresentou um documento com nome falso; Vendelino Royer foi morto a tiros em julho de 2008
Tecnologia e desenvolvimento