focosh@focosh.com.br
(45) 98813-1115
Você está em: Página Inicial > Policial
Lula fica calado em depoimento sobre suspeitas de corrupção
Por MSN | Postado em: 06/04/2019 - 09:22

O ex-presidente Lula preferiu ficar em silêncio no depoimento realizado nesta 6ª feira (5.abr.2019) na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba. Seguindo orientação de sua defesa, o petista alegou não ter acesso aos documentos da investigação e ficou calado.

“A defesa não teve acesso aos autos do inquérito e pediu para que o depoimento seja realizado depois do acesso à íntegra dos documentos. Ninguém é obrigado a depor sobre documentos ocultos”, disse o advogado  Cristiano Zanin.

As informações são do UOL.

A PF declarou que a defesa de Lula teve amplo acesso aos papéis dos inquérito.

Ele é investigado em 2 inquéritos sobre suspeitas de corrupção. O 1º investiga o pagamento propinas pela Odebrecht em contratos ligados à construção de navios-sonda pela Sete-Brasil. O 2º, a formação de 1 suposto cartel de construtoras para a obra da usina hidrelétrica de Belo Monte.

O petista está encarcerado desde 7 de abril de 2018 na Superintendência da PF (Polícia Federal), em Curitiba, após ter sido condenado por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá (SP).

Últimas Notícias
Policial 18 Abr às 10:20
Nesta quarta-feira (17), juiz determinou restituição de cintos e óculos de sol do ex-governador; objetos foram apreendidos na data da prisão de Richa, pela Operação Quadro Negro
Policial 17 Abr às 10:09
Apreensão foi feita pela Receita Federal e pela Polícia Federal na manhã desta terça-feira (16)
Policial 16 Abr às 10:34
De acordo com a PF, agentes cumprem 10 mandados de prisão preventiva e 15 mandados de busca e apreensão contra cinco organizações criminosas
Policial 15 Abr às 10:01
Agricultor foi assassinado dentro de sua caminhonete na área rural de Santa Helena
Policial 11 Abr às 09:23
Sobrepreços foram relatados pela PF em contratos ligados a rodovias paranaenses que são investigadas na Operação Integração
Policial 05 Abr às 10:01
Tucano estava preso desde 19 de março em um desdobramento da Operação Quadro Negro, que apura desvios de mais de R$ 20 milhões em obras de escolas públicas
Tecnologia e desenvolvimento