focosh@focosh.com.br
(45) 98813-1115
Você está em: Página Inicial > Policial
Polícia Rodoviária Estadual de Santa Helena abre Operação Carnaval 2018
Segundo a Polícia Rodoviária, o Carnaval é um feriado crítico para a fiscalização devido ao fluxo intenso nas rodovias e ao consumo abusivo de álcool
Por RGL | Postado em: 09/02/2018 - 14:25

Para aumentar a segurança dos usuárias das rodovias que irão viajar no feriado prolongado de Carnaval, a Polícia Rodoviária Estadual - PRE, posto de Santa Helena começa hoje, a Operação Carnaval 2018. Até a próxima quarta-feira, a fiscalização será intensificada em todas as rodovias, com atenção especial a locais que registram maior quantidade de acidentes.

 Segundo a Polícia Rodoviária, o Carnaval é um feriado crítico para a fiscalização devido ao fluxo intenso nas rodovias e ao consumo abusivo de álcool. Os policiais estarão ainda mais atentos a infrações como ultrapassagens indevidas, excesso de velocidade e falta de equipamentos de segurança, como capacete, cadeirinhas de bebê e cinto de segurança. Em caso de emergência, ligue 198.

Conforme o comandante do Posto da Polícia Rodoviaria Estadual de Santa Helena, subtenente Valdemar Alves de Lima, a operação começa hoje, às 14 horas, e o objetivo principal do tragabalho, é a reduação de acidentes promovendo sensação de segurança aos usuários das rodovias de abramgência do posto policial.

Últimas Notícias
Policial 19 Mar às 10:00
Um homem foi preso e uma adolescente apreendida no início da noite desta segunda-feira (18)
Policial 19 Mar às 09:55
Jovem de 17 anos foi apreendido em casa. Durante a investigação foram analisados os celulares dele e dos dois assassinos e, de acordo com a polícia, os três aparelhos têm conversas claras sobre o planejamento das morte
Policial 18 Mar às 10:34
O jogador Neguinho passa bem, segundo a assessoria do time. Quatro vítimas com ferimentos graves foram levadas para o hospital Policlínica de Pato Branco
Policial 15 Mar às 08:50
Ele foi condenado pelos crimes de homicídio qualificado e ocultação de cadáver. Roney Fon Firmino Gomes pode ter matado, ao menos, 13 mulheres em Maringá, segundo a polícia
Tecnologia e desenvolvimento