focosh@focosh.com.br
(45) 98813-1115
Você está em: Página Inicial > Política
PT confirma Haddad como candidato à Presidência
Decisão foi anunciada nesta terça-feira (11), em Curitiba, no último dia do prazo dado pelo TSE para o partido definir o substituto do ex-presidente. Candidatura de Haddad foi registrada em Brasília no início da noite.
Por Bem Paraná | Postado em: 11/09/2018 - 21:26

A Executiva Nacional do PT confirmou em reunião nesta terça-feira (11), em Curitiba, o nome do ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad como o candidato do partido à Presidência da República e Manuela d’Ávila como vice na chapa. Haddad vai substituir o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, cuja candidatura foi barrada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com base na Lei da Ficha Limpa, por causa de sua condenação em segunda instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

A decisão foi tomada no prazo final de 10 dias estipulado no dia 1º pelo ministro Luís Roberto Barroso, para que o partido promovesse a substituição do nome do cabeça da chapa petista. 

Após a reunião, a cúpula petista seguiu para a vigília pró-Lula montada em frente ao prédio da Superintendência da Polícia Federal, onde o ex-presidente está preso desde 7 de abril. No local, foi montada uma estrutura para o anúncio do futuro do PT nas eleições presidenciais. Luiz Eduardo Greenhalgh, advogado e um dos fundadores do PT, leu uma carta de Luiz Inácio Lula da Silva. Em um trecho da carta, ex-presidente diz que “proibiram o povo brasileiro de votar livremente para mudar a realidade do País”. “Estou há mais de cinco meses preso injustamente, não cometi crime nenhum, continuo desafiando os promotores da Lava Jato, o juiz Sérgio Moro, e o Tribunal Regional a apresentarem uma única prova”, afirma Lula no texto.

Elites
No primeiro pronunciamento como candidato à Presidência, Haddad fez uma fala ressaltando os avanços sociais do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e criticou o que chamou de “elites” do País. Em frente à sede da PF, Haddad disse que “sente a dor de todos aqueles que saberão hoje que não poderão votar no Lula”.

A partir daí, o agora candidato do PT enumerou programas sociais do governo Lula e condenou a postura dos adversários. “Quais pecados cometemos? Será que foi sentar ao lado de um negro no avião”, disse.

Últimas Notícias
Política 20 Set às 07:50
João Amoêdo (Novo) e Alvaro Dias (Podemos) têm 3% cada um; e Henrique Meirelles (MDB), 2%; Vera (PSTU) e Guilherme Boulos (PSOL), 1% cada um. Cabo Daciolo (Patriota), João Goulart Filho (PPL) e Eymael (DC) não pontuaram
Política 19 Set às 17:46
Ex-prefeito registrou candidatura à Presidência no último dia 11 após Lula ser barrado com base na Ficha Limpa. TSE também analisará registro de Manuela D'Ávila como candidata a vice
Política 18 Set às 09:01
Richa: "Fomos presos sem nem sermos ouvidos"
Tecnologia e desenvolvimento