focosh@focosh.com.br
(45) 98813-1115
Você está em: Página Inicial > Cotidiano
Resgate na Tailândia: todos os meninos e o treinador são retirados de caverna inundada.
Por volta das 19h (9h no horário de Brasília), os quatro meninos e o treinador que ainda estavam na caverna já haviam sido libertados, segundo informou a Marinha Tailandesa. Ainda estão na caverna um médico e três mergulhadores.
Por Gazeta do Povo | Postado em: 10/07/2018 - 09:25

Mergulhadores iniciaram às 10h locais (zero hora no Brasil) desta terça-feira (10) a terceira fase da operação de resgate dos garotos de um time de futebol que ficaram presos em uma caverna inundada no norte da Tailândia. Por volta das 19h (9h no horário de Brasília), os quatro meninos e o treinador que ainda estavam na caverna já haviam sido libertados, segundo informou a Marinha Tailandesa.

Eles serão atendidos em uma unidade hospitalar de campanha montada na área da caverna e depois se juntarão aos oito meninos resgatados no domingo e na segunda-feira, no hospital de Chiang Rai. Todos ficarão internados em isolamento por no mínimo sete dias, o que significa que não poderão aceitar o convite da Fifa para assistir à final da Copa do Mundo na Rússia.

Ainda permanecem na caverna três mergulhadores e um médico que estavam ajudando os rapazes.

A operação desta terça-feira envolve 19 mergulhadores.

Os garotos de 11 a 16 anos e o treinador deles, de 25, ficaram presos na caverna depois que uma forte chuva inundou o local, no dia 23 de junho. Eles foram localizados nove dias depois, já desnutridos. A operação de resgate foi acelerada no fim de semana por causa da previsão de novas chuvas na região, o que poderia inviabilizar o resgate.

 

Saúde

Médicos que atendem aos oito garotos resgatados no domingo e na segunda-feira afirmam que eles estão em boa saúde - um resultado incrível para meninos que passaram nove dias incomunicáveis e sem comida até serem encontrados e que esperaram mais alguns dias antes de voltar para a superfície em um mergulho de uma hora de duração, considerado perigoso por experientes mergulhadores de cavernas.

Um ex-oficial da Marinha morreu na sexta-feira (6) depois de ficar sem oxigênio enquanto colocava tanques de ar comprimido ao longo da rota de saída. 

"Os médicos trataram os meninos e agora todos estão bem e alegres, e estão conversando normalmente", disse Jesada Chokedamrongsuk, do Ministério de Saúde Pública da Tailândia. Inicialmente, um dos garotos apresentava batimentos cardíacos muito lentos e alguns estavam com baixa contagem de leucócitos, mas desde então isso foi estabilizado. Dois foram tratados para infecções pulmonares menores e todos eles receberam tratamento para raiva, caso houvesse morcegos na caverna, e tétano. 

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/07/10/Capa/Imagens/Cortadas/AFP_17E9GG-ID000002-1200x800@GP-Web.jpgAmbulâncias do lado de fora do hospital de Chiang Rai, onde os meninos resgatados estão internados, estão preparadas caso seja necessária uma evacuação de emergênciaLILLIAN SUWANRUMPHAAFP

Segundo a equipe médica, nenhum deles tem febre e todos conseguem comer normalmente as refeições receitadas. Um nutricionista está monitorando a dieta deles e recomendou que não comam nada picante ou salgado - apesar dos desejos dos rapazes por carne de porco e arroz de manjericão picante. 

À noite, os garotos puderam brincar, rir e conversar normalmente. Eles ainda estão em quarentena longe de seus pais, que os viram através de uma janela de vidro, mas não puderam tocá-los ou abraçá-los. Os meninos, no entanto, foram visitados na noite de segunda-feira pelo primeiro-ministro da Tailândia Prayuth Chan-ocha, que ficou a cerca de dois metros deles.

Como está sendo o resgate 

 
 
Sorry, the video player failed to load.(Error Code: 101104)

A equipe de mergulhadores está guiando os meninos por caminhos escuros e passagens inundadas até a entrada do complexo de cavernas Tham Luang. Quando foram encontrados, há mais de uma semana, eles estavam ilhados em uma das câmaras secas da caverna. Desde então, a equipe de resgate tem trabalhado para drenar a água de lá. 

Para serem libertados, os meninos e os socorristas que os acompanharão precisam caminhar, passar por trechos alagados, escalar e mergulhar. 

 

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/07/10/Capa/Imagens/Cortadas/mergulhadores-ID000002-1200x800@GP-Web.png

De acordo com um gráfico divulgado pelo governo tailandês, o plano é que dois mergulhadores acompanhem cada pessoa resgatada, que será equipada com uma máscara facial conectada a um tanque de ar comprimido, o qual será levado por um dos mergulhadores. O mergulhador Ivan Karadzic, que está ajudando no resgate, disse à CNN que os meninos também usam várias roupas de mergulho durante o trajeto para “minimizar a perda de calor”, devido às baixas temperaturas no local. 

Em partes especialmente estreitas da caverna, os tanques serão soltos de suas costas e eles passarão um por um. Uma corda fosforescente  também foi colocada na extensão da caverna para marcar a saída, já que a água é turva e lamacenta. 

Peter Dennis, do Conselho Britânico de Resgate em Cavernas, disse à BBC que os meninos estão basicamente sendo puxados pelos mergulhadores, que estão fazendo a maior parte do esforço nas partes alagadas da caverna. 

"Houve muitos comentários sobre eles precisarem aprender a mergulhar antes que pudessem sair. Bem, esse não é o caso. Eles estão essencialmente sendo puxados”, afirma Dennis. 

"Eles estão usando uma máscara de oxigênio que cobre todo o rosto para que possam respirar normalmente. (...) Isso foi primordial para que conseguissem sair com sucesso ontem[domingo]".

Respondendo a boatos de que os garotos haviam tomado anestésicos, o primeiro ministro da Tailândia Prayut, Chan-o-chau, negou que isso tenha ocorrido e afirmou eles tomaram ansiolíticos para enfrentar a jornada de volta à superfície, “algo que fizesse com que eles não ficassem muito nervosos e em pânico” durante o mergulho.

 

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/07/10/Capa/Imagens/Cortadas/imgpsh_fullsize (4)_20180710062857-ID000002-1200x800@GP-Web.png

Como eles foram parar lá? 

Em 23 de junho, os jovens jogadores de futebol, com idades entre 11 e 16 anos, e seu treinador, de 25 anos, ficaram presos quando fortes chuvas inundaram a caverna enquanto eles a exploravam. O grupo foi encontrado em uma pequena câmara na caverna de Tham Luang na segunda-feira (2), depois de nove dias, inciando um esforço de resgate internacional que está envolvendo mais de mil pessoas.

Veja o mapa

 

Infográfico:
 

O mundo torce por eles desde então, especialmente depois das advertências de especialistas sobre o que poderia dar errado no processo de salvamento os garotos, que não sabem nadar e estavam enfraquecidos. 

Entre seus apoiadores estão líderes mundiais, o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, e o bilionário inventor Elon Musk, que encarregou sua equipe de engenheiros para construir um "submarino do tamanho de uma criança" feito de partes de foguetes que poderiam mover os garotos através das estreitas passagens da caverna. Na noite de segunda-feira, Musk postou no Twitter que "acabara de voltar" da caverna ainda alagada, com fotos do local de resgate. 

"Deixando aqui, caso isso possa ser útil no futuro", escreveu ele, referindo-se ao "mini-submarino" que ele nomeou em referência ao time juvenil preso na caverna, os “javalis selvagens”.

Ver imagem no TwitterVer imagem no Twitter
 
 

O gabinete do primeiro-ministro tailandês agradeceu a disposição de Musk em ajudá-los. Entretanto, o chefe da missão de resgate, Narongsak Osatanakorn, disse educadamente que, apesar de ser uma tecnologia sofisticada, o mini-submarino de Musk não era prático para a operação.

Tecnologia e desenvolvimento