focosh@focosh.com.br
(45) 98813-1115
Você está em: Página Inicial > Regional
Sanepar e Compagas estudam parceria para produção de biometano
Ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Belém, em Curitiba, aumentará a capacidade de tratamento de 1.500 litros/segundo para 2.520 litros/segundo. O excedente desse material poderá ser aproveitado na geração de biometano.
Por AEN | Postado em: 23/02/2021 - 08:50

A Sanepar estuda alternativas para aproveitamento do lodo excedente gerado no processo de tratamento de esgoto para a produção de gás biometano. O assunto foi tema de encontro nesta segunda-feira (22) entre representantes da empresa e da Companhia Paranaense de Gás (Compagas).

O diretor-presidente da Compagas, Rafael Lamastra Junior, e o assessor de Novos Negócios, Luciano Cherobim, visitaram as obras de ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Belém, em Curitiba. Eles foram recebidos pelo diretor-presidente da Sanepar, Claudio Stabile e equipe.

Atualmente, o lodo gerado na ETE Belém, a maior estação de tratamento de esgoto do Paraná, é transformado em energia elétrica pela empresa CS Bioenergia. A obra na estação aumentará a capacidade de tratamento de esgoto de 1.500 litros/segundo para 2.520 litros/segundo, o que resultará também em maior volume de lodo. O excedente desse material é que poderá ser aproveitado na geração de biometano.

“Ainda estamos estudando alternativas, mantendo o foco de que o lodo tenha aproveitamento sustentável. Ou seja, tenha destinação ambientalmente adequada, com produção de biometano e ainda gerando receita para a companhia”, afirma o diretor-presidente da Sanepar.

“Vamos participar e contribuir com os estudos para que possamos, em breve, incluir em nossa matriz de fornecimento um combustível sustentável e renovável”, destaca Lamastra.

A Sanepar foi pioneira na geração de biometano a partir do processo de tratamento de esgoto na década de 1980. Na ETE Bom Retiro, em Londrina, o gás gerado na estação era aproveitado como combustível dos carros da frota da companhia. E, em Piraí do Sul, era produzido gás de fogão, distribuído para moradores do entorno da ETE.

PRESENÇAS – Também receberam os representantes da Compagas os diretores da Sanepar Leura Conte de Oliveira (Investimentos) e Sergio Wippel (Operações), o gerente de Pesquisa e Inovação, Gustavo Possetti, o gerente de Tratamento de Esgoto, Ernani Ramme, a engenheira Josiane dos Santos Castro Corrêa e o gestor da ETE Anderson Ribaski.

Últimas Notícias
Regional 23 Fev às 08:53
Emprego é temporário e deve durar três meses
Regional 23 Fev às 08:45
Estado atingiu a marca de 166 mil toneladas, 20 mil toneladas a mais do que em 2019. O bom desempenho foi puxado pelas cooperativistas de integração, como Copacol e C.Vale, ambas na Região Oeste, além de rigoroso controle de sanidade dos pescados e uma as
Regional 22 Fev às 10:41
Segundo o edital, prazo mínimo para cancelamento ou suspensão de qualquer etapa do concurso era de 72 horas. Governo do Estado vai buscar a responsabilização e reparação dos danos causados.
Regional 12 Fev às 09:01
Elas nasceram com sexo biológico masculino, mas discutem transição desde antes da maioridade. Segundo especialista, processo de transição exige acompanhamento por dois anos.
Regional 05 Fev às 10:29
O conteúdo da carta das entidades é dirigido diretamente ao presidente.
Regional 03 Set às 14:12
Unidade da Votorantim em Rio Brando do Sul realiza passeios para moradores da região e curiosos conhecerem as fábricas
Tecnologia e desenvolvimento