focosh@focosh.com.br
(45) 98813-1115
Você está em: Página Inicial > Policial
Suspeito de matar jogador Daniel, esposa e filha devem prestar depoimento nesta segunda-feira
Empresário Edison Brittes Júnior, a esposa Cristiana e a filha Allana Brittes estão presos; outras testemunhas também serão ouvidas pela polícia, em São José dos Pinhais
Por G1 | Postado em: 05/11/2018 - 08:27

Mais Imagens

O empresário Edison Brittes Júnior, a esposa dele, Cristiana Brittes, e a filha, Allana Brittes, devem ser ouvidos pela Polícia Civil de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, nesta segunda-feira (5).

Edison Júnior foi preso e confessou ter matado o jogador Daniel Corrêia Freitas, de 25 anos. O corpo foi encontrado no dia 27 de outubro.

Ele disse que cometeu o crime, sob descontrole emocional, porque o jogador tentou estuprar Cristiana.

A esposa e a filha do empresário também estão presas temporariamente.

Outras três pessoas que acompanharam o crime também devem prestar depoimento à polícia nesta segunda-feira.

Investigação

 

O crime aconteceu depois de uma festa em comemoração ao aniversário de 18 anos de Allana, filha do empresário. Daniel participou da festa, que começou na sexta-feira (26), em uma casa noturna de Curitiba, e continuou na manhã de sábado, na casa da família.

A polícia informou que Daniel foi espancado na casa e depois levado por Edison Júnior para um matagal, onde o corpo foi encontrado. Segundo o delegado Amadeu Trevisan, o jogador não teve como reagir às agressões.

Segundo a polícia, o órgão genital da vítima foi cortado. A apuração preliminar do Instituto Médico-Legal (IML) apontou que a morte foi causada por ferimento por arma branca.

Mensagens

 

Uma testemunha disse à polícia que, ao chegar na casa da família, todos ficaram bebendo e conversando. De acordo com a testemunha, em seguida, Cristiana e Allana foram dormir e, minutos depois, Daniel saiu da vista do grupo.

Conforme o inquérito da polícia, Daniel enviou mensagens para um grupo de Whatsapp com amigos, dizendo estar na casa da aniversariante. Em uma mensagem enviada às 8h09, ele escreveu: "Vim para Curitiba... Niver de uma mina".

Minutos depois, às 8h17, o jogador envia outra mensagem, dizendo aos amigos, que iria "comer a mãe" da aniversariante, e que o pai de Allana também estava no local.

Na sequência, às 8h34, Daniel envia mais um texto dizendo: "comi ela mlq [moleque]".

Pelo aplicativo, na sequência, o jogador envia duas imagens, nas quais aparece na cama, ao lado de Cristiana, que está dormindo. Em seguida, ele se despede. Foi a última conversa de Daniel com os amigos.

De acordo com a polícia, ainda não se sabe se o jogador manteve relações sexuais com a esposa de Júnior. A polícia afirma também que não estão claras as circunstâncias que antecederam a morte. 

 

Prisões

 

O empresário e a filha foram presos no dia 1º de novembro. A esposa foi detida em 31 de outubro. As duas mulheres são suspeitas de participar do crime. Os três foram presos temporariamente, por 30 dias.

Segundo o juiz que determinou as prisões, Edison Júnior, Allana e Cristiana ameaçaram e coagiram testemunhas a apresentar uma versão uniforme do que aconteceu.

Trajetória de Daniel

 

O meia Daniel Corrêa Freitas tinha 24 anos. Ele atuou pelo Coritiba em 2017 e estava emprestado pelo São Paulo ao São Bento, que disputa a Série B do Campeonato Brasileiro.

O jogador nasceu em Juiz de Fora (MG). O corpo dele foi velado e enterrado em Conselheiro Lafaiete (MG), cidade onde mora a família.

Daniel foi revelado pelo Cruzeiro, e também jogou pelo Botafogo e pela Ponte Preta.

Tecnologia e desenvolvimento